devaneios ao pesto


para-Ana

é porque eu te amo.
e eu acredito no pra-sempre.



Escrito por l u a * às 21h50
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


pout pourri (ou levar ao forno e regar com lágrimas)

no quarto

me visto com umas bolinhas brancas geniais
no fundo azul.
será que me perdi no tempo
ou me recuso a estar nele?
(ou será que, como diria ele, numa hora dessas,
eu sou tão cult-moderninha
- mas não admito, jamais!-
que consigo usar bolinhas?)
que se fodam as bolinhas:
hoje não saio mais de casa.

~*

na cozinha

achei que tinha mais isso não.
ou a gente sofria no quarto atrás da porta
ou bebia sofregamente até esquecer.
não sabia que eu sofria na cozinha.
achei que as feministas todas tinham abolido isso.
sutiãs queimados:
era a solidão queimada da mulher-Amélia,
achei que a mulher de verdade tava na liberação sexual.

pois então achei errado.
porque sofro na cozinha, sim,
batendo bolo com samba.

~*

receita de amargar saudade

uma ou duas doses de cartola devem ser o bastante
duas de farinha
três ovos
uma de leite
quatro de manteiga
duas de açúcar
fermento - um tanto
baunilha - outro tanto
chocolate.

levar ao forno e regar com lágrimas
soluços a gosto.

(servir com morangos. quando degustado a dois, em geral, o sabor se perde.)



Escrito por l u a * às 15h29
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


l'Amour

sua língua na minha mão
metade cócega, metade medo
as roupas mordidas
os cadarços roídos:
o amor lateja, rubro
palpito eu, inteira


(Gordo e Pequeno brincando na minha sombra)

 

(meninos que roubaram meu coração)



Escrito por l u a * às 11h58
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]
 
Histórico


    Votação
    Dê uma nota para
    meu blog



    Outros sites
     Blog da emi